Dicas para escolher sua Cadeira de Escritório

Além do preço e do visual, que são questões subjetivas, é preciso analisar alguns pontos bem objetivos na hora de escolher a melhor cadeira de escritório para garantir o conforto e a funcionalidade em cada situação.

– Altura dos braços em relação à bancada

Decidir se a cadeira de escritório deve ou não ter braços tem a ver com o quanto se quer gastar e com o conforto esperado, mas é também essencial, antes de mais nada, ver se a mesa existente permite que a cadeira tenha braços.

Se a altura do tampo for muito pequena na parte de baixo, como acontece nas escrivaninhas com gavetas por exemplo, os braços podem impedir que a cadeira entre no vão da mesa, ou então se transforme em armadilha para as mãos ou fique raspando e estragando. Os braços têm que não só caber na parte de baixo, como também deixar pelo menos 5cm livres sobre eles para que seja possível colocar as mãos e ainda sobrar espaço.

– Tamanho do encosto da cadeira

A altura do encosto da cadeira interfere no preço, no conforto e no visual. Encostos mais altos são mais caros, mais confortáveis e mais imponentes. O ideal então é escolher modelos mais baixos quando se quer um aspecto mais leve e descolado, e encostos mais altos quando a prioridade é o conforto, especialmente quando a cadeira precisar ser usada por muitas horas e com muita frequência.

– Cadeira com ou sem rodízio

As cadeiras com rodízio são sempre mais versáteis, pois permitem que se saia da cadeira com mais facilidade e agilidade. Se não tiver rodízio, o fato de ser pelo menos giratória pode ajudar nesse sentido. Mas o rodízio se torna essencial quando o piso é de algum material que risque ou estrague quando a cadeira fixa é arrastada.

– Regulagens e amortecimento

A regulagem de altura pode servir para fazer com que a cadeira com braços encaixe sob a bancada, ou então para situações em que ela seja utilizada por pessoas diferentes, já que quanto menor a pessoa menor deve ser a distância entre o assento e a bancada de trabalho. Já o amortecimento do assento ou do encosto serve para impedir o impacto e deixar a cadeira mais confortável.

Dependendo da situação, das pessoas que irão utilizar a cadeira e por quanto tempo ela será utilizada, o investimento nesses são recursos pode valer a pena.

Fonte: dicasdearquitetura.com.br